Carreira e formacao profissional

Fui entrevistado pelo excelente portal Iniciativa Jovem para falar sobre carreira e formação profissional. Como há muitos que gostam de aprender com exemplos de carreira e formação profissional de outros, acredito que esta entrevista irá ajudar principalmente estudantes e recém formados. A íntegra da entrevista você encontra aqui. 

Iniciativa Jovem - Li que você é escritor, palestrante, professor e consultor em comunicação e marketing, com ênfase em estratégias de comunicação, marketing, gestão de mudanças e desenvolvimento pessoal. Esqueci-me de alguma coisa? Fale um pouco da sua experiência profissional.

Mario Persona - Minha experiência é, na realidade, uma série de experiências colecionadas ao longo da vida. Acredito que existem duas maneiras de entrarmos numa carreira: do modo convencional e acadêmico, e de uma forma quase acidental. Um dia você olha ao redor e pergunta: "O que estou fazendo aqui?!" Acho que estou mais para essa segunda maneira, uma carreira que é fruto de diversas carreiras. Nunca planejei estar onde estou, mas também não gostaria de estar fazendo outra coisa.

Minha experiência inclui, além de marketing e comunicação, períodos em que estive envolvido com negociação e vendas, mercado editorial, traduções técnicas e até com arquitetura e urbanismo, minha formação original em 1978. 

Iniciativa Jovem - Como foi passar de arquiteto e urbanista para um cronista de sucesso? Têm alguma inter-relação pra você essas atividades?

Mario Persona - Sim, por incrível que pareça, arquitetura tem tudo a ver com a atividade de cronista. O arquiteto é, antes de tudo, um observador das pessoas e de seus comportamentos. As próprias dimensões arquitetônicas têm sua origem no ser humano, portanto nada mais lógico que se observe, além das dimensões físicas, as dimensões emocionais e comportamentais de alguém, antes de se dedicar a criar um espaço para essa pessoa morar ou trabalhar. Esse espaço acaba sendo uma extensão do ser humano. E quando você se transforma em um observador do comportamento, fica fácil detectar quais as situações pitorescas do dia-a-dia e colocá-las sob uma lente literária. Daí nasce a crônica. É o banal magnificado.

Outra característica de minha formação em arquitetura e urbanismo que tem sido de grande auxílio profissionalmente, principalmente em marketing, é enxergar as coisas sempre em 3 dimensões, desenhar a perspectiva de uma situação e planejar como quem olha do alto. Arquitetos têm uma facilidade muito grande de, partindo de um detalhe em particular, explodir a cena para uma visão holística de tudo o que está envolvido e de sua relação com o ambiente. Isso tudo tem muito de marketing.

Marketing nada mais é do que você detectar, analisar e atender necessidades e desejos de um mercado, que são as pessoas. Em arquitetura as etapas também são as mesmas e também envolvem uma observação apurada do comportamento, como sucede no marketing. 

Iniciativa Jovem - O que exatamente você faz hoje?

Mario Persona - Tenho sido tão requisitado para palestras e treinamentos de comunicação, marketing, negociação e vendas que tem sobrado pouco tempo para me dedicar à consultoria, que é outra de minhas atividades. Sem esquecer, obviamente, o trabalho de escrever, que sempre foi uma paixão. Meu quarto livro, "Marketing Tutti-Frutti", teve uma aceitação muito grande e já tenho um quinto livro, "Marketing de Gente", com lançamento marcado para fevereiro de 2005. Outra atividade, que considero de grande responsabilidade e importância, é ensinar. Leciono em uma faculdade de administração e também para uma turma de MBA.  

Iniciativa Jovem - Quando foi criada a Mario Persona Comunicação e Marketing? O que ela oferece?

Mario Persona - Minha empresa foi uma decorrência das atividades que já me ocupavam quando era diretor de comunicação e marketing de uma empresa que desenvolve sistemas de gestão da cadeia de suprimentos usando a Internet. Lá eu planejava, escrevia e falava com o objetivo de promover a marca e os produtos da empresa. Em 2001 saí para continuar fazendo as mesmas coisas, porém agora como produtos colocados no mercado para atender as necessidades de diversas empresas. Além das palestras, sou chamado com freqüência para treinar equipes de vendas em técnicas de negociação, principalmente para vendas corporativas. Minha experiência com vendas e também como negociador em um grande banco e também na Companhia do Metrô, além de tudo o que pesquisei nos últimos anos sobre o assunto, tem sido de grande ajuda no desenvolvimento desses treinamentos. 

Iniciativa Jovem - Uma das palestras que você dá tem como tema Técnicas de Apresentação. No que consiste essa palestra?

Mario Persona - Hoje qualquer profissional tem que saber se comunicar bem. Seja para vender um produto ou serviço, seja para conseguir um emprego ou até para atender um cliente, tudo em nossas atividades exigem técnicas de apresentação. Os resultados de nossas ações são, em grande medida, influenciados pela capacidade que temos de comunicar nossas idéias. Este tema tem por objetivo preparar as pessoas para uma comunicação mais objetiva em um mundo onde as pessoas têm pressa. E, principalmente, entender o público alvo de sua apresentação, para colher resultados positivos de seus esforços. 

Iniciativa Jovem - Falar em público é uma habilidade desenvolvida por poucos. Quando você dá suas palestras, como você se sente? Hoje, você já deve estar acostumado, mas e no início? Você sempre teve essa habilidade?

Mario Persona - Como tudo na vida, há pessoas que têm uma facilidade maior em determinadas atividades. Falar é uma delas. Mas até para quem fala até pelos cotovelos é preciso aprender. Digo isto porque a comunicação não envolve apenas expor suas idéias, mas também saber ouvir e observar, para então construir um pensamento objetivo e comunicar. Mas a comunicação envolve também o corpo todo, e não apenas a fala. É algo que precisa ser desenvolvido. Eu continuo aprendendo sempre, e espero nunca perder a adrenalina que antecede uma apresentação pública. Sem ela ninguém consegue se superar. 

Iniciativa Jovem - Como você constrói um bom relacionamento com o público?

Mario Persona - Creio que a base de qualquer relacionamento é o respeito. Se eu me apresentar olhando com desprezo para o público, estou fadado ao fracasso. As pessoas percebem e rejeitam pessoas orgulhosas, porém se simpatizam com pessoas que demonstram ser seres humanos comuns, com dúvidas e paixões. É preciso mostrar um pouco mais de si antes de esperar construir um bom relacionamento. 

Iniciativa Jovem - Que técnicas devem ser usadas durante a apresentação para que você convença o público de que o que você está falando merece ser ouvido?

Mario Persona - Se aquele que fala em público não estiver convicto do que fala, provavelmente não terá sucesso. Há várias técnicas que são usadas antes e durante uma apresentação, e são ensinadas em meu treinamento de comunicação, marketing, negociação e vendas. Uma delas é sempre iniciar uma apresentação falando algo de si. As coisas que fazem parte de nossa vida e de nosso dia-a-dia estão arraigadas à nossa memória e são comunicadas com maior facilidade. Começando com algo assim nos dá segurança para os primeiros minutos de uma apresentação, que são os mais difíceis. 

Iniciativa Jovem - E quando se tem apenas dez minutos e você precisa convencer uma banca de especialistas do mercado de que a sua idéia de negócio é viável? 

Aí você precisa exercitar seu poder de síntese, o que é algo muito importante para qualquer profissional. O ideal é evitar tudo aquilo que não for absolutamente essencial. Há discursos de uma hora que, se devidamente trabalhados, podem ser facilmente transformados numa fala de dez minutos. 

Iniciativa Jovem - Você é um empreendedor de sucesso, inclusive já ganhou prêmios por esse seu perfil. Que dicas você dá a um jovem que está começando sua carreira profissional e precisa mostrar que é bom no que faz?

Mario Persona - Estudar sempre, ler muito, ouvir as pessoas e nunca se considerar pronto para coisa alguma. Para isso é preciso sempre uma boa dose de humildade, reconhecendo-se um eterno aprendiz. Pessoas que acham que sabem são difíceis de aprender e acabam limitadas. Somos nós que colocamos os limites a nós mesmos, não quando nos consideramos ignorantes, mas quando nos consideramos sábios.



resenha 
resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões 
literatura literaturas comentário comentários

Empregabilidade: Como Ter Trabalho e Remuneração
JOSE AUGUSTO MINARELLI

O mercado de trabalho mudou pouco, mas vivemos hoje um período de desequilíbrio maior, pois não há empregos para todo mundo, mas, por outro lado, existem muitas oportunidades para prestação de serviços. No entanto, boa parte das pessoas tem ainda software mental de empregado, almeja apenas salário, benefícios, a tradicional relação patrão/empregado e não se vê como um empreendedor que pode prestar serviço para uma empresa. Conquistar e manter o emprego é primordial. Porém, mais do que Isso, ser empregável é vital para todos. Aqui o autor ensina o que é Preciso para ter Empregrabilidade e ser bem remunerado, recuperando assim a seguranca do emprego.



Entrevista concedida ao Portal Iniciativa Jovem em 08/11/2004. Entrevistas como esta costumam ser feitas para a elaboração de matérias, portanto nem tudo acaba publicado. Eventualmente são aproveitadas apenas algumas frases a título de declarações do entrevistado. Para não perder o que disse na hora e posso nunca mais conseguir dizer, costumo gravar ou dar entrevistas por escrito. A íntegra do que foi falado você encontra aqui.

Nenhum comentário:

Postagens populares

O palestrante Mario Persona fala de Criatividade, Carreira, Comunicação, Marketing & Vendas em entrevistas para jornais, revistas, sites e emissoras de rádio e TV.